42.2022 • I Congresso Guitarrístico de Braga

14-10-2022

Objetivos a atingir
O I Congresso Guitarrístico de Braga tem como objetivo colocar em evidência os temas mais atuais de investigação sobre
a guitarra clássica, focando quatro grandes linhas:
- A investigação em performance musical no caso da guitarra (estado da arte);
- Discussão sobre aspetos técnico/interpretativos do repertório para guitarra;
-A guitarra no contexto da música de câmara: repertório e questões atuais;
- O ensino da guitarra clássica nos vários níveis e contextos: questões teóricas e pedagógicas.
Para além da apresentação de comunicações, pretende-se que este congresso se torne num espaço de discussão e troca
de ideias. Serão organizadas duas mesas redondas que focarão respetivamente a investigação científica na atualidade
(em torno da guitarra), bem como reflexões e inquietações sobre o futuro deste instrumento.


Conteúdos da ação
SESSÃO 1 [3H30] – Dia 29 de Setembro (manhã)
9h00-Sessão de esclarecimento sobre a ação de formação.
9h45-Sessão de abertura (Diretor do CEHUM, Diretor do Departamento de Música, Comissão Científica)
10h00-El Homenaje a Debussy de Manuel de Falla: Interpretaciones de uma obra hermética- Javier Suárez PajaresProfessor Catedrático da Universidad Complutense de Madrid.
11h30- A música de câmara nos fundos galegos do séc. XIX para guitarra/viola/violão – Isabel Rei Samartim.
11h40- O guitarrista clássico António Urceira: Contributo para a história do instrumento – Teresinha Soares.
12h00- O Legado da Discografia de Alberto Ponce – Augusto Pacheco.
12h20 -13h00 - A Arte de Tocar a Guitarra Clássica de Charles Duncan- Ricardo Barceló.

SESSÃO 2 [3H30] – Dia 29 de Setembro (tarde)
14h30- Construção de instrumentos de corda dedilhada no Norte de Portugal entre os séculos XVII e SVII: Contribuição
para um glossário- Eduardo Soares.
14h50- Salvem a Viola Beiroa – Revitalização de um Cordone Tracional em extinção – Miguel Carvalhinho.
15h10- Da guitarra barroca à viola braguesa – A transcriação do repertório e a adaptação das técnicas e Práticas
performativas como caminhos para a contemporaneidade – João Diogo Leitão.16h20- Técnicas (s) na composição contemporânea para guitarra – José Mesquita Lopes.
16h40 – Composições para guitarra- uma reflexão pessoal sobre a minha produção - Paulo Bastos.
17h10- 18h00 Mesa Redonda: A investigação científica sobre a guitarra clássica na atualidade: direções e abordagens
(coordenação: Isabel Samartim)

SESSÃO 3 [2H30] – Dia 30 de Setembro (manhã)
10h30 – José Tomás y el discurso musical em la guitarra: de Chaikovski a la versión de estreno de Tempo di Sonata de
Óscar Esplá – Pedro Jesús Gómez (Professor Catedrático. Real Conservatório Superior de Música de Madrid).
11h50- A prática do vibrato como recurso técnico e expressivo a partir dos primeiros anos de aprendizagem da guitarra
clássica – Luís Miguel Leite.
12h10- Projeto “Novo Octacórdio” – Paulo Valente Pereira.
12h30-13h00- Octacórdio e guitarra- didáctica comparada – Domingos Morais e Paulo Valente Pereira.

SESSÃO 4 [3H00]- Dia 30 de Setembro (tarde)
14h30 – Problemáticas do repertório para flauta e guitarra português do século XXI – Efemeridade e Difusão – Pedro
Rodrigues e Monika Streitová.
14h50 – Amor fati: centripetal and centrifugal trends in the 20th century Italian Guitar Music – Andrea Ferrario, silvia Del
Zoppo.
15h10 – J. K. Mertz and J. Plantin’s repertoire for guitar and piano: Expanding the repertoire through transcription. Enrica
Savigni e Laura Savigni.
15h40- Mesa redonda: A guitarra e o futuro? Reflexões e inquietações (Coordenação – Ricardo Barceló)
17h00- Recital de Guitarra
18h00- Encerramento

Parâmetros de avaliação e respetivas ponderações:


1) Participação nas Sessões (contributos, empenho nas tarefas propostas) (40%)
2) Relatório de reflexão individual (60%)

[PLANO DE AÇÃO]

Duração12.5 horas
Dias de DuraçãoEntre 2 e 6, dependendo da turma.
Modalidade:Curso de Formação
FormaçãoEspecífica
AcreditaçãoCCPFC/ACC-117116/22